Jabuti

O jabuti é um réptil da Ordem dos quelônios, o mesmo grupo que agrega cágados e tartarugas marinhas. É exclusivamente terrestre, possuindo casco pesado e patas adaptadas para andar em terrenos secos.

São animais brasileiros e o comércio e criação são permitidos apenas a criadouros legalizados pelo IBAMA. Se você pretende adquirir um destes animais, certifique-se de que é um animal proveniente de criadouro e exija a nota fiscal do IBAMA. Não compre animais provenientes de tráfico.

É um animal que exige poucos cuidados para sua manutenção, porém são cuidados específicos e importantes. O primeiro aspecto a ser citado para sua criação é a temperatura.

Os répteis são animais considerados ectotérmicos, ou seja, são animais que não possuem temperatura própria; sendo assim a temperatura de seus corpos é equivalente a temperatura do ambiente em que estão. A temperatura é fator fundamental para as atividades fisiológicas dos répteis, como digestão, circulação, respiração e resistência a doenças.  Sendo assim, o ideal é manter o animal em um ambiente aquecido entre 24 e 28°C. Os métodos de aquecimento variam bastante.

Os raios solares ou a utilização de lâmpadas que emitem raios ultra-violeta são muito importantes para a fixação da vitamina D, que é responsável pela calcificação dos ossos e casco do jabuti.

Outro cuidado extremamente importante é em relação a alimentação. Os jabutis são animais quase que exclusivamente vegetarianos. Sua dieta diária é composta em sua maioria por verduras e em menor proporção por legumes e frutas. Proteína de origem animal (queijos brancos e ovos cozidos) pode ser oferecida duas vezes por semana. Animais alimentados com pequena variação de ingredientes correm o risco de ter deficiência nutricional.  Água deve estar sempre disponível. 

Com estes principais cuidados, que são temperatura, raios solares e alimentação correta, basta saber onde criar o animal. O local ideal é um terrário bem amplo. Utilize jornais, areia ou carpete como substrato. Coloque um abrigo para que o animal se esconda quando desejar e instale o aquecimento. Não se esqueça de levar o animal para tomar sol diariamente ou instale no terrário lâmpadas que emitam raios ultra-violeta.  Caso você prefira deixar seu animal solto pelo jardim, é importante lembrar que o animal precisa de um abrigo em caso de chuvas ou muito sol, e que, nos dias frios o aquecimento deve ser fornecido. Deixar o jabuti longe do alcance de outros animais é importante para que não ocorram acidentes (cães adoram brincar mordendo e isso pode traumatizar o jabuti). Se existir planta tóxica no jardim retire-a, pois os jabutis comem todas as plantas que encontram pela frente.

Estes animais quando criados adequadamente vivem até 80 anos, chegando a atingir cerca de 50 cm de comprimento. São animais com fácil diferenciação entre os sexos. O macho apresenta o plastrão (parte ventral do casco) côncavo, para que ele possa se ajustar à carapaça da fêmea durante a cópula. A fêmea apresenta o plastrão reto.

As doenças observadas nestes animais são decorrentes de cuidados inadequados, principalmente alimentação incorreta e falta de aquecimento, portanto procure oferecer as melhores condições para que seu jabuti tenha vida longa e saudável.